Alison e Bruno Schmidt vencem jogo em que torcida “ficou na fila”.

Renata Rondini
Do Rio de Janeiro

Vitória dentro de casa em uma manhã ensolarada na praia de Copacabana com um cenário espetacular. Foi o enredo perfeito para a dupla Alison e Bruno Schmidt estrear na Olimpíada Rio 2016. Os brasileiros venceram por 2 sets a 0 (21/19 e 22/20) os canadenses Josh Binstock e Sam Schachter.

Em uma partida tranquila, na qual o grande adversário foi o vento, Allison e Bruno, confirmaram que são uma das duplas na briga pelo ouro no vôlei de praia masculino. E agora eles encaram os austríacos Doppler e Horst, na segunda-feira, 15h30. Os adversários precisam desesperadamente de uma vitória na chave, uma vez que perderam na estreia por 2 sets a 0 para os italianos.

“O vento atrapalhou bastante. Chegamos uma semana antes, mas o vento muda muito. Lá fora está de um jeito, aqui dentro de outra, ele roda, o lado bom fica ruim. Por isso quando sacamos, jogamos a areia pra cima para ver como está o vento. Tive algumas dificuldades de entrar na bola, tomei dois bloqueios, mas é normal. Ouvir esta torcida gritar Brasil, você vai para o saque mais forte, busca qualquer bola”, comentou Alison, o Mamute.

A dupla brasileira volta à quadra na segunda-feira e até lá será estudar os rivais austríacos. “Óbvio que eles não fizeram uma boa estreia, até estranhamos uma vez que é um time com bom domínio de bola, levantamento e experiente. Sabemos que eles vão jogar diferente na próxima partida, cada jogo é um jogo e até por que vão enfrentar a dupla da casa que lidera o ranking, vão entrar sem obrigação”, Bruno Schmidt.

Alison e Bruno não participaram da cerimônia de abertura da Olimpíada para se concentrarem na estreia, contudo o Mamute confessou que o desfile da uber model Gisele Bundench foi de arrasar. “Minha noiva vai ficar chateada, mas eu vi a Gisele Bundchen e ganhei a minha noite. Ela é linda, está de parabéns. Mas também vi as outras equipes, mostramos que somos capazes de fazer grandes eventos. Assisti mais algumas partes e fui dormir porque tínhamos que acordar cedo para o jogo”

Fila

Boa parte da torcida não conseguiu assistir à estreia de Alison e Bruno por conta da lentidão no acesso à Arena do Vôlei de Praia em Copacabana. Há dez minutos de iniciar a partida, a fila era de mais de um quilômetro para passar na revista da segurança. As arquibancadas testavam metade da capacidade vazia. E o problema foi generalizado no primeiro dia de jogos na Olimpíada Rio 2016. No Parque Olímpico, torcedores ficaram três horas para entrar na área e perderam suas partidas.